Foto: Will Assunção/Jussi Up

O vereador José Roberto (PSB) disse na sessão da sexta-feira (3) que recebeu uma mensagem de um professor que denunciou a gestão municipal por pagar salário de R$ 200 a profissionais contratados para aulas de reforço para alunos da rede municipal.

“A gente está tendo muito desvio [de dinheiro público] aqui e a gente vai provar. É obrigação desta Câmara fiscalizar esses recursos”, disse o vereador.

José Roberto defende que professores contratados pelo município devem receber a partir de um salário mínimo. “O profissional que vai receber R$ 200 tem que ficar subordinado ao gestor”, alertou o parlamentar para a prática do voto de cabresto.

publicidade

publicidade