Foto: Will Assunção/JUP

O vereador Raul de Cássio (PSD) foi eleito o novo presidente da Câmara por 6 votos a 3 em sessão de posse na sexta-feira (1º) para o biênio de 2021-2022. A coluna #AssuntaSó! havia antecipado a predileção por Raul para a presidir o Legislativo. Em discurso na cerimônia de posse, Éder (PSD) admitiu que Vanusa Medrado (PSD) havia cedido o pleito pelo cargo de presidente para garantir uma eleição “segura nesta Casa”. 

Reeleito com 430 votos e cumprindo o terceiro mandato, o parlamentar disse ao tomar posse como presidente que “se nós carregamos um crachá no peito, que se chama mandato de quatro anos, esse crachá, quem nos dá é o povo. Então, sempre nós temos que estar olhando para o povo, andando lado a lado com o povo”. 


O papel de Raul enquanto presidente do Legislativo deve ser importante e fundamental, uma vez que ele pavimentou um discurso que suscita ideais democráticos. O presidente pode deixar um legado positivo no sentido de cumprir as palavras proferidas em seu discurso na Câmara, e exercer o papel de contraponto em relação ao Executivo, aos desarranjos do governo.

Raul tem o poder de freio e contrapesos, que pode ser imprescindível diante de algumas medidas do prefeito.

publicidade

publicidade