A Bahia registra 15.070 casos confirmados de coronavírus, o que representa 15,18% do total de notificações no estado. Os 36 óbitos contabilizados no boletim epidemiológico desta quarta-feira (27) referem-se a um período de 17 dias, conforme observado nos perfis detalhados. Ou seja, não ocorreram em 24 horas. Estas notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.

Considerando o número de 15.070 casos confirmados, 5.149 recuperados e 531 óbitos, 9.390 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

Na Bahia, 2.234 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.
Os casos confirmados ocorreram em 263 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (63,16%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (4.581,12), Ipiaú (4.250,87), Itabuna (3.695,66), Salvador (3.268,76) e Ilhéus (3.086,36).

O boletim epidemiológico registra 38.628 casos descartados e 99.304 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h30 desta quarta-feira (27).

TAXA DE OCUPAÇÃO
Na Bahia, dos 1.679 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 931 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 55%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 719 leitos exclusivos para o coronavírus, 489 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 68%.

Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

FAIXA ETÁRIA
Quanto ao sexo dos casos confirmados, 45,22% foram do sexo feminino, 37,01% foram do sexo masculino e 17% sem informação. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 20,45% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 de habitantes foi maior na faixa etária de 80 anos ou mais (1.444,64 /1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa etária, seguida da faixa de 30 a 39 anos (1.343,43 /1.000.000 habitantes).

publicidade

publicidade