Foto: Divulgação

Com o avanço do Covid-19 no interior do estado, Jussiape vem adotando desde março medidas preventivas e recomendações que a população em geral deve seguir para conter o avanço do coronavírus.

De acordo com o coordenador da Vigilância Epidemiológica do município, Marlucio Caires, uma barreira sanitária é mantida na rotatória que dá acesso à cidade para medir a temperatura corporal por um termômetro de precisão a laser.

O coordenador explica que caso alguém venha a apresentar temperatura alta deverá aguardar por algum tempo no local. Se a temperatura elevada persistir, a pessoa deverá ser encaminhada para o hospital para realizar um novo diagnóstico.

Caires ressalta que pessoas denunciadas que chegaram de outros municípios, a exemplo de Brumado, Vitória da Conquista, Salvador, São Paulo, Jequié e Rio de Janeiro – lugares com casos confirmados de contaminação – por diferentes vias e burlaram a barreira sanitária recebem uma abordagem da Vigilância Epidemiológica, que orienta permanecer em quarentena por 14 dias e precisam assinar um termo de compromisso.



Diversos profissionais que atuam no combate à disseminação do Covid-19 em Jussiape esperam receber o kit para testagem para coronavírus, disponibilizado pelo Ministério da Saúde. O coordenador esclarece que apesar de o município não disponibilizar de kits para diagnósticos rápidos para o novo coronavírus, testes em casos agravados ou em pacientes com sintomas bem característicos são realizados em laboratórios.

O coordenador não especificou quando deverão começar a ser realizado os testes rápidos em Jussiape e o quanto espera receber. No entanto, Caires acrescentou que existe a possibilidade de realização dos testes rápidos no modelo drive-thru.

Em um decreto publicado nesta segunda-feira (6), o prefeito de Jussiape Éder Jakes (PSD) prorrogou até o dia 21 de abril de 2020 medidas temporárias de restrições ao funcionamento de atividades comerciais, bem como aulas no sistema de ensino, como prevenção ao contágio e enfrentamento da propagação decorrente do Covid-19.

publicidade

publicidade