Header Ads

LightBlog

Brancos ultrapassam número de votos conquistados pela 1ª colocada do Conselho Tutelar de Jussiape

Foto: Will Assunção/JUP

A população de Jussiape saiu às ruas no último domingo (6) para eleger membros do novo Conselho Tutelar de Jussiape. A apuração revelou que a gestão de 2020-2024 será formada exclusivamente por mulheres.

O órgão, que é vinculado às prefeituras dos municípios onde ocorrem a escolha, é responsável por zelar pelos direitos da criança e do adolescente. A instituição foi criada em 1990 pelo ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

De um total de 9.055 votos, a eleição em 2019 soma 6.276 válidos, 2.600 brancos e 179 nulos. Veja as conselheiras eleitas por ordem crescente de votos

Eleita em primeiro lugar, Cibele Freitas da Silva contou com 658 votos. Juliana Carvalho Cordeiro Souza, que ficou em segundo lugar, conseguiu somar 625 votos. Em terceiro lugar, Evanete Leite Lage conquistou sua posição com 571 votos. Fernanda Silva Carvalho obteve 546 votos e, em quinto lugar, Naiane Liz Leite dos Santos com 506 votos.

O total de votos brancos, no entanto, ultrapassa o número de votos conquistados pela primeira colocada nesta eleição. Silva conseguiu ser eleita com 658 votos, inferior ao número de votos brancos, que somaram 2.600.


O voto é direto, secreto e facultativo. Além disso, o eleitor pôde escolher cinco candidatos. Puderam votar maiores de 16 anos, inscritos regularmente como eleitores do município, conforme caderno disponibilizado pela Justiça Eleitoral.

Para votar, bastou apresentar o título de eleitor e um documento com foto.

Tiveram preferência para votar os candidatos, os componentes da Mesa Receptora, os promotores eleitorais, os policiais militares e membros da guarda municipal em serviço, os eleitores maiores de 60 anos, os enfermos, os eleitores com deficiência ou com mobilidade reduzida e as mulheres grávidas e lactantes.