Header Ads

LightBlog

Regras de uso do hífen no Novo Acordo Ortográfico

O Novo Acordo Ortográfico está em vigor desde 2009, mas muitas dúvidas sobre as novas regras, como as do hífen, permanecem até hoje. Veja a seguir algumas das principais regras elencadas em tópicos:

HIPER e INTER exigem hífen diante de palavras iniciadas pelas consoantes H e R.

Exemplos: Hiper-habilidade/inter-relação/super-homem.

ALÉM, AQUÉM, BEM, EX, SUPER, PÓS, PRÉ, PRÓ, RECÉM, SEM, SOTA, SOTO, VICE e VIZO sempre exigem hífen.

Exemplos: Recém-formado/além-túmulo/super-homem/ex-namorado/vice-diretor.

Os prefixos AUTO, CONTRA, EXTRA, INFRA, INTRA, NEO, PROTO, PSEUDO, SEMI, SUPRA, ULTRA, ANTE, ANTI, ARQUI e SOBRE passaram a exigir hífen diante de palavras iniciadas pela consoante H ou por vogal idêntica à do prefixo.

Exemplos: Auto-hipnose/contra-hegemonia/extra-atividade/proto-história/arqui-inimigo/ sobre-humano/sobreaviso.

Os prefixos CIRCUM e PAN exigem hífen somente diante de palavras iniciadas pelas consoantes H, M, N ou por vogal idêntica à do prefixo. Diante de outras consoantes, o prefixo CIRCUM se aglutina.

Exemplos: Circum-navegação / circumponto / Pan-hispânico / Panamericano

O prefixo SUB exige hífen somente diante de palavras iniciadas pelas consoantes B, H e R.

Exemplos: Sub-reino/Subatômico/Sub-humano

O prefixo CO exige hífen somente diante de palavras iniciadas pela consoante H, exceto em casos de aglutinação.

Exemplos: Cooperação/Correpresentante/Coerdeiro/Co-hiponimia

Os falsos prefixos AERO, AGRO, BIO, ELETRO, ENTRE, GEO, HIDRO, MACRO, MAX, MICRO, MINI, MULTI, PLURI, RETRO etc. exigem hífen somente diante de palavras iniciadas pela consoante H ou por vogal idêntica à do prefixo.

Exemplos: Bio-óleo/entre-eixos/mini-horta.

- Como uso o hífen em segunda-feira, super-homem e bem-vindo?

- Por que há substantivos compostos sem hífen, como pé de vento?

Mais algumas considerações e dúvidas importantes sobre a nova regra para o emprego do hífen:

Nos prefixos ou nos falsos prefixos terminados em vogal, diante de palavras iniciadas pelas consoantes R e S, duplica-se a consoante. Nos prefixos ou nos falsos prefixos terminados em consoante diante de palavras iniciadas pelas consoantes R e S, não se duplica a consoante. Já os prefixos SUB, IN e MAL não dobram a consoante S. Exemplos:

Contrarreforma/pseudossábio/subsecretário.