Header Ads

LightBlog

Presidente do TRE Jatahy Júnior defere novos postos biométricos em audiência pública; comitiva de Eder vai ao encontro

Comitiva do prefeito de Jussiape Eder Jakes posa para foto com o presidente do TRE Jatahy Júnior Foto: Will Assunção/JUP

Em audiência pública, realizada na manhã desta sexta-feira (24) na Câmara Municipal de Vereadores de Livramento de Nossa Senhora, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) Jatahy Júnior deferiu a criação de novos postos biométricos em localidades onde o índice de eleitores biometrizados é baixo e, por conseguinte, não conseguiram atingir a meta de cem por cento do recadastramento biométrico.

Um dos postos autorizados será instalado em Caraguataí. O deferimento do desembargador veio depois de o prefeito de Jussiape Eder Jakes (PP) solicitar do presidente do TRE um posto eleitoral para o distrito de Jussiape.

O juiz da 101ª zona eleitoral João Lemos Rodrigues declarou à Jussi Up que colocará o Cartório à disposição, empenhando para a instalação mais breve possível do kit em Caraguataí, “dando mais conforto e tranquilidade à população local”.

Boninal também foi contemplado após o presidente do TRE considerar legítima a intervenção do vereador Zequinha (PP). O parlamentar expôs o drama do eleitorado ao tentar se recadastrar dentro do prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral.

Além do presidente do TRE Jatahy Júnior, estiveram à mesa da audiência o prefeito de Livramento de Nossa Senhora José Ricardo Ribeiro (Rede); presidente da Câmara de Livramento de Nossa Senhora Aparecido Lima (DEM); delegado da 21ª subseção da OAB Guto Rodrigues Tanajura e capitão Vandilson Araújo, comandante da 46ª CIPM.

O encontro teve como objetivo principal promover – entre representantes do Executivo, Legislativo e outras autoridades – a última fase da revisão biométrica no estado, além de discutir nova logística acerca do cadastro biométrico em municípios que integram zonas eleitorais em que a biometria ainda não atingiu todo o eleitorado.

O foco das proposições do presidente do TRE foi o novo panorama da biometria no estado, ao evidenciar a importância do recadastramento como garantia do processo democrático eleitoral. O desembargador enfatizou a necessidade da biometria no contexto das próximas eleições, em 2020, em âmbito municipal.

Magistrados de diferentes instâncias da Justiça Eleitoral participaram da audiência em Livramento de Nossa Senhora.


Segundo o desembargador, dentre os 10,3 milhões de eleitores na Bahia, 70% já foram biometrizados. Livramento integra 22 municípios que, desde o último dia 13 de maio, estão em fase obrigatória da biometria. A cidade foi o sexto município que recebeu a audiência pública do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia.

A fala do presidente do TRE teve como escopo a sensibilização de gestores municipais, vereadores e autoridades dos municípios envolvidos para auxiliar a Justiça Eleitoral a garantir a biometrização do eleitorado.

Em entrevista à Jussi Up, o presidente Jatahy Júnior ressaltou a importância da audiência pública para o êxito de biometrizar cem por cento do eleitorado.

Entre os gestores municipais presentes, estavam Eder Jakes, prefeito de Jussiape, que esteve acompanhado pela comitiva formada por vereadores e secretários; Haroldo Aguiar (PTB), prefeito de Ibicoara; Roberval de Cássia Meira (PR), prefeito de Dom Basílio.

Representando a OAB, o advogado Guto Tanajura destacou o papel da imprensa na divulgação do recadastramento biométrico. De acordo com dados divulgados na audiência, em Rio de Contas apenas 49,69% dos eleitores foram biometrizados; em Jussiape, 38% e em Dom Basílio, 29,51%.

As 22 cidades estão inseridas em uma lista composta por um total de 281 municípios, que deverão concluir o recadastramento antes das Eleições de 2020.

A nova fase da biometria no estado tem como prioridade o agendamento, que pode ser feito por meio da página do próprio Tribunal ou pelo telefone 0800 071-6505, que estará disponível a partir da próxima segunda-feira (27). Para agendar, o interessado deve informar CPF, nome completo e data de nascimento. Entre os dados opcionais estão o número do título de eleitor e nome completo do pai e da mãe.