Header Ads

LightBlog

Corpus Christi em Rio de Contas pode se tornar patrimônio cultural imaterial do país

Foto: WillAssunção/JUP
A celebração de Corpus Christi em Rio de Contas, na Chapada Diamantina, pode vir a se tornar patrimônio cultural imaterial do Brasil. A festa popular religiosa é comemorada desde cinco anos após a fundação da cidade, que data da segunda metade do século 18.

A cidade turística da Chapada Diamantina entrará com um processo de reconhecimento patrimonial da celebração com o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional). Um dossiê, com pedido formal, deve ser entregue ao diretor do Departamento do órgão, Hermano Fabrício Guanais e Queiroz, para o festejo adquirir o título.

Em 2019, a Festa será realizada entre os dias 19 e 20 de junho. Com a condecoração, Rio de Contas integrará o roteiro de cidades brasileiras que possuem o reconhecimento do Iphan, impulsionando o turismo cultural e religioso do município.

A salvaguarda de bens culturais de natureza imaterial foi criada pelo Iphan em 2000. Desde então, cerca de 40 já foram registrados como Patrimônio Cultural do Brasil.

Rio de Contas é considerada a primeira cidade planejada do Brasil. No dia da festa, fachadas das casas do centro histórico são enfeitadas e iluminadas por lanternas confeccionadas com madeira e papel de seda coloridos e estilizados.

Na mesma noite é feito o tradicional leilão no adro da igreja Matriz do Santíssimo Sacramento de iguarias típicas da região.