Header Ads

LightBlog

‘Eu tenho medo da água que estamos bebendo’, diz Brandão

Foto: Will Assunção/JUP

O vereador Edilando Brandão (MDB) fez um alerta para a qualidade da água que a população em Jussiape consome, em discurso na sessão da última sexta-feira (15).

O vereador afirmou que o índice de tratamento de pessoas no município com problemas renais é enorme, no entanto, reiterou ao afirmar que o distúrbio na saúde pública não é de agora, “mas algo está errado”.

“Eu tenho medo da água que estamos bebendo”, completou Brandão.

O vereador José Roberto (MDB) também se posicionou contrário ao uso indiscriminado de agrotóxicos no município e citou um episódio recente em que uma pessoa fez uso de veneno em uma plantação sem a mínima proteção necessária.

O prefeito de Jussiape Eder Jakes (PP) disse que “todos que compram agrotóxicos sabem do risco”, e explica que os produtores têm consciência de que as embalagens devem ser guardadas, e que existe uma campanha de recolhimento.

No entanto, o gestor afirmou que é muito comum encontrar em diversas propriedades rurais – não apenas em Jussiape – mas onde existe lavoura vasilhames soltos; “dá-se uma chuva, lava e vai tudo para o rio”, inteirou Eder.

O prefeito, que é médico, fez um alerta para o fluxo de poluente, que, segundo o gestor, “na população tem um efeito inverso”, já que é aumentado e age na cadeia alimentar de forma acumulativa, ou seja, “o que você acumula de veneno no seu organismo, você não vai eliminar”.

Eder explica que com o passar do tempo, o que foi acumulado de veneno no organismo leva a uma série de problemas de saúde dos quais Dom Basílio, cidade vizinha a Jussiape, foi alvo de um estudo da Universidade Federal, devido o alto índice de câncer de intestino registrado na população.

O controle da qualidade da água e da retirada desse recurso do rio das Contas, que corta o município, e atualmente é explorado pelo agronegócio também foi tratado pelo prefeito, ao indagar qual seria a melhor solução para preservar o rio.



ALERTA PARA O RIO DAS CONTAS
“Não vai demorar muito para o rio secar, e Jussiape só tem uma riqueza e se chama Rio das Contas”, disse José Roberto em discurso na Câmara na última sexta.

“Eu não vejo ninguém defendendo o rio aqui, eu não vejo ninguém preocupado aqui. Eu acho que é o bem maior aqui; a nossa riqueza”, pontuou o emedebista. No entanto, o parlamentar ressalta não ser contra o cultivo de maracujá no município.

“A gente deveria formar uma comissão na Câmara e chamar a Prefeitura, a sociedade para discutir”, declarou o vereador.