Header Ads

LightBlog

Com Mendes na presidência, Eder discursa no retorno das atividades da Câmara

Foto: Will Assunção/JUP

O prefeito de Jussiape Eder Jakes (PP) discursou na volta dos trabalhos do Legislativo de Jussiape na sexta-feira (15). Na sua fala, o prefeito abordou assuntos pertinentes a sua gestão e respondeu a questionamentos de parlamentares da oposição.



Com Mendes (PSD) na presidência da Câmara no segundo biênio da atual legislatura (2016-2020), o parlamentar garante o posto de político mais influente no cenário que antecipa as eleições municipais já no ano que vem. Como presidente eleito, Mendes foi considerado por de José Roberto (MDB) como o parlamentar que passou a possuir, então, garantia de ter se tornado o político mais fortalecido para 2020 – ano que ocorrem as eleições municipais.

Na sessão que marcou o retorno das atividades do Legislativo, a secretária de Educação, Cultural, Esporte e Lazer Cléudia do Espírito Santo, funcionários e familiares do novo presidente Jadiel Mendes compareceram à Câmara Municipal.

Eder se posicionou sobre uma representação, feita pelos vereadores emedebistas José Roberto e Edilando Brandão, ao Ministério Público Estadual, no dia 19 de junho do ano passado, envolvendo o secretário de Obras e Transporte de Jussiape Alberto Silva, que teria autorizado a utilização de uma máquina motoniveladora patrol, de propriedade pública, em um terreno privado.

O gestor disse que a Prefeitura possui máquinas e estão à disposição da população. “A nossa maior preocupação era no que diz respeito à denúncia”, pontuou. O prefeito citou ainda um acordo “informal, de cavalheiros”, com a oposição.

O prefeito tratou no seu discurso também do que chamou de “decadência populacional”, ao levar em conta duas hipóteses sobre o que pôde ter acontecido com os indicadores no município. Eder levou em conta uma possível diminuição da natalidade ou, o que disse não ter como provar, a maneira como foi feito o senso em Jussiape no passado, apresentando números adulterados para que o município atingisse índice de 0.8. Atualmente, segundo o gestor, Jussiape é um município que apresenta um índice 0.6, menor repasse entre os municípios.

Eder disse ainda que está seguindo a determinação do Ministério Público Federal, no que diz respeito à regularização das licitações, contratações e execuções do serviço de transporte escolar do município.

O controle da qualidade da água e da retirada desse recurso do rio das Contas, que corta o município, e atualmente é explorado pelo agronegócio também foi tratado pelo prefeito, ao indagar qual seria a melhor solução para preservar o rio.

O uso de agrotóxico, nas plantações às margens do Contas, abordado pelo prefeito e pelo vereador José Roberto ganhou tom de alarmista na sessão de retorno às atividades da Câmara. Eder, que é médico, alertou para os riscos da utilização irresponsável do veneno, ao dizer que “na cadeia alimentar (o agrotóxico) tem efeito acumulativo, ou seja, o que você acumula de veneno no seu organismo, você não elimina”. Com o passar do tempo, isso leva a vários problemas, dos quais Dom Basílio foi alvo de um estudo devido o alto índice de câncer de intestino naquela região, acrescentou.

Na ocasião, o prefeito anunciou investimentos e conquistas para o município de deputados aliados – Sérgio Brito (PSD) e Claudio Cajado (PP). Eder disse também que Kátia Bacelar (PR), que não conseguiu se eleger para deputada estadual na última eleição de 2018, mas ocupa o cargo de presidente no PR Mulher, destinou recursos para Jussiape. A deputada Ivana Bastos (PSD) também foi mencionada pelo prefeito como responsável por garantir a ampliação do sistema de abastecimento de água no município.