Header Ads

LightBlog

Brandão disse ter sido procurado por promotor que instaurou inquérito para investigar se houve prática de improbidade administrativa em Jussiape

Foto: Will Assunção/JUP

O vereador Edilando Brandão (MDB) disse ter sido procurado pelo promotor de Justiça Ruano Fernandes da Silva Leite, responsável pela instauração de um inquérito civil público, que deverá apurar se houve prática de improbidade administrativa cometida pelo município de Jussiape. A declaração do parlamentar foi feita na sessão de encerramento dos trabalhos do Legislativo na última sexta-feira (14).

A representação feita pelos vereadores emedebistas José Roberto e Edilando Brandão ao Ministério Público Estadual, no dia 19 de junho deste ano, gerou um inquérito que deverá apurar se o secretário de Obras e Transporte de Jussiape Alberto Silva utilizou uma máquina motoniveladora patrol de propriedade pública para interesse particular.

Em discurso na última sessão da Câmara, Brandão explicou que a motoniveladora não derruba muro, mas apenas serve para planar terras. O emedebista afirmou que o prefeito – o qual classificou como intocável – teria colocado a culpa no secretário de Obras e Transporte do município.

Como resposta ao promotor, o prefeito de Jussiape Eder Jakes (PP) afirmou que “não autorizou o uso de maquinário público em benefício de qualquer particular”.

No entanto, em sua defesa, ele ainda enfatizou que o secretário de Obras e Transporte Alberto Silva, responsável pelo gerenciamento do maquinário do município, autorizou a utilização do bem móvel para a derrubada de um muro, em uma propriedade particular, a fim de utilizar o material para aterro em obra na entrada da cidade.