Header Ads

LightBlog

Eder busca estabelecer piso salarial de técnicos de enfermagem com base nos direitos da categoria

O prefeito Eder Jakes (PP) Foto: Will Assunção/JUP

Após o vereador José Roberto (MDB) questionar sobre os direitos dos técnicos de enfermagem em Jussiape, na sessão da última sexta-feira (3), o prefeito de Jussiape Eder Jakes (PP) afirmou que existe um impasse devido ao índice de pessoal.

Eder explicou que o gasto com pessoal pode chegar até 54%. No entanto, em 2017, o índice de pessoal registou 58%. O gestor disse que se seguisse com o índice elevado as contas poderiam ser reprovadas pelo Tribunal de Contas do Município.

Atualmente esse índice está em 53%, pontuou Eder.

O prefeito falou da lei de gratificação – aprovada pela Câmara – no entanto, ele lembra que “gratifica quem quer”, o que não garante, de fato, que outros gestores optem pela gratificação no valor de cerca de 30% do salário desses profissionais.

Eder afirmou que o seu governo deverá analisar os direitos básicos para “fazer o piso baseado nesses direitos para que nenhum outro gestor que chegar tenha a oportunidade de tirar o que é de direito”.

O prefeito cita as ingerências de gestores do passado e chama a atenção para os precatórios que a Prefeitura teve que arcar. No ano passado, a Prefeitura de Jussiape, somou em R$ 180 mil o valor de dívidas trabalhistas que outros gestores deixaram para o município, explanou Eder.