Header Ads

LightBlog

Linguagem, sistema, língua e fala


A primeira questão a ser considerada quando nos propomos a estudar uma língua é o que isso significa, ou ainda: língua e linguagem têm o mesmo significado? Eis a primeira questão a ser respondida antes de prosseguirmos na busca do entendimento de outros conceitos, como o de gramática, por exemplo.

Nessa perspectiva, é preciso compreender que o significado de linguagem abarca um número maior de signos envolvidos que aquele referente à língua. Qualquer forma de expressão pode ser considerada linguagem, ao passo que a língua é um código que pressupõe o uso de palavras e é organizado de acordo com a estrutura e as regras de cada grupo que o utiliza.

Nessa perspectiva, a língua é entendida como um código social, portanto de natureza coletiva e não individual como a linguagem. Se esse código é de natureza social e/ou coletiva, ele obedece às leis do contrato estabelecido pelos integrantes do grupo social em que se instaura.

Devemos lembrar ainda que esse código que é a língua pode ser descrito, o que nos diferencia de um animal, podendo-se chegar a seus elementos mínimos depreendidos, os fonemas. Ao se analisar tal código, pode-se observar que ele tem um sistema de funcionamento. Desse modo, de acordo com o elemento a ser descrito nesse sistema, o estudo da língua pode ser dividido em fonologia, morfologia e sintaxe (o que retomaremos mais adiante).

IMPORTANTE
Linguagem é qualquer forma de expressão, como gestos, cores, sons, palavras etc.
Língua é um sistema de signos e um código convencionado na e pela sociedade.
Fala é a língua em uso.
Sistema é a organização do código utilizado, bem como sua descrição.

Temos, por exemplo, a linguagem de sinais, usada na comunicação entre pessoas surdas.