Header Ads

LightBlog

E agora: risco de vida e risco de morte: o que é certo e o que é errado?


Podemos afirmar que as duas expressões – risco de vida e risco de morte – estão corretas. Para entender o porquê, basta saber:

Ao utilizar risco de vida, eu me refiro ao risco de perder a vida.

Portanto, pode ser notado nesse caso o fenômeno linguístico elipse.
Risco de [perder a] vida.

Ou ainda:
Risco de [encontrar a] morte.

O discurso jornalístico adota geralmente a forma risco de morte. Mas não significa que a outra forma esteja em desacordo com a norma culta da língua portuguesa.