Header Ads

LightBlog

O termo utilizado para se referir ao aristocrata russo Nicolau II é ‘tsar’ ou ‘czar’?

O termo utilizado pelos próprios russos para se referir ao soberano da Rússia, executado junto à família durante a Revolução de 1917, é TZAR. O termo CAZR apesar de ser reconhecido pela Academia Brasileira de Letras, que registra as duas formas, possui uma advertência no Dicionário Antônio Houaiss, que afirma que a forma preferencial no Brasil deve ser TSAR.

É provável que o vocábulo CZAR tenha sido uma derivação do termo César, que desde a antiguidade é utilizado como palavra sinonímia de imperador.

Ao analisar textos do passado, perceberemos que a grafia TZAR era muito comum em textos brasileiros. No entanto, com o aumento da influência do inglês de grafar nomes próprios, CZAR tem ganhado popularidade, explica o blog NewsErrado.

TSAR E IMPERADOR SÃO A MESMA COISA?
TSAR é traduzido erroneamente como imperador. No entanto, para muitos linguistas, não existe tradução para o termo. É como no caso do xá e do sultão. O que podemos afirmar é que o termo foi utilizado para se referir o soberano da Rússia.

De forma resumida, podemos afirmar que os russos e os búlgaros honram com o título de TSAR os seus próprios monarcas, os soberanos da antiguidade e os bíblicos. Em contos de fada também aparecem tsares. O título de rei (korol em russo e kral em búlgaro) é reservado para monarcas ocidentais como o king inglês e o roi francês. Por sua vez, imperadores de outras nações são chamados de imperators.

Os sérvios, croatas e bósnios usam o termo TSAR para se referir a qualquer imperador e rei serve para todos os reis, sejam nacionais, estrangeiros, bíblicos, de conto de fadas etc. Em esloveno e em certos idiomas eslavos, assim como na maioria dos idiomas ocidentais, usa-se palavras diferentes para imperador e para rei, reservando-se TSAR apenas para os soberanos russos.

COM INFORMAÇÕES DO BLOG NEWSERRADO