Header Ads

LightBlog

O fenômeno de clivagem na língua portuguesa


Em Linguística, clivagem é um recurso de realce, ênfase: a clivagem coloca em destaque um elemento da frase. Para entender melhor, considere como forma básica:

“Quero dormir”.
A correspondente clivada dela é “É dormir que eu quero”.

Outro exemplo:
“Maria fez a torta”.

Clivada, fica: "Foi Maria que fez a torta".

Tecnicamente, a clivagem é o encaixamento de uma estrutura relativa em uma dada frase pelo uso do verbo ser mais a palavra que ou quem, de tal forma que o sintagma nominal da frase relativizada é retirado ou extraído.

A clivagem é, obviamente, um recurso importante na sintaxe do português moderno, e seu estudo tem contribuído muito para a elucidação das relações de correspondência ou de afinidade sintática de que se ocupa a Gramática Descritiva.