Header Ads

LightBlog

Figuras de som


As figuras de som ou de harmonia correspondem a uma categoria das figuras de linguagem associadas à sonoridade. Elas valorizam a expressividade do texto, por meio da sonoridade, ou seja, da repetição de sons.

As figuras de linguagem são divididas em quatro categorias: figuras de palavras, figuras de pensamento, figuras de sintaxe (ou construção) e as figuras de som.

Confira abaixo as principais figuras de som:

Assonância
Do castelhano, a palavra “assonância” corresponde ao acordo de sons, sendo uma figura de linguagem que ocorre por meio da repetição de vogais.

Exemplos:
Vou-me embora agora pra casa da Aurora.
(Note que neste exemplo temos a assonância das vogais “o” e “a” e a aliteração do “r”).

Agora, estudo as iraras. Ontem, estudei os urubus.

Aliteração
Do latim alliteratio significa sequência de letras semelhantes. A aliteração é caracterizada pela repetição de consoantes ou de sílabas no enunciado, e geralmente ocorrem no início das sílabas ou no interior de palavras.

Exemplos:
Fiz, faço, feito está!
Para mim tem de ser: bom, bonito e barato.

Paronomásia
Do grego, a palavra paronomasía corresponde à “aproximação de palavras” (união dos termos para, que significa “ao lado” e onoma, que corresponde ao “nome, palavra”).

A figura de linguagem paronomásia recebe esse nome porque utiliza os parônimos para dar maior ênfase ao discurso. Os parônimos são palavras que se assemelham na grafia e na pronúncia, entretanto, diferem no sentido.

São popularmente conhecidos como “trocadilhos” sendo muito comum nos provérbios, no meio publicitário e humorístico.

Exemplos:
Quem casa, quer casa.

Qual o doce preferido do átomo? Pé de molécula.
(ao referir-se ao doce tradicional brasileiro de amendoim: pé de moleque).

Onomatopeia
Do grego, a palavra onomatopoiía, corresponde ao “ato de fazer palavras”, (onoma significa “nome, palavra” e poiein significa “fazer”).

Dessa forma, a onomatopeia é caracterizada pela inserção dos sons reais, ou seja, enfoca na imitação das sonoridades.

Exemplos:
O gato fez “miau”.
O badalar dos sinos me comove: blem, blem.