Header Ads

LightBlog

Acompanhe os efeitos em Jussiape da greve dos caminhoneiros

ATOS DE CAMINHONEIROS ENTRAM NO 5º DIA
O governo anunciou na noite de quinta-feira (24) a suspensão, por 15 dias, da greve dos caminhoneiros. Pressionado pelo início de uma paralisação nos transportes, no abastecimento e na produção, o governo Temer concordou em criar um novo gasto público, na forma de subsídio, para permitir que os preços do diesel sejam reajustados apenas a cada 30 dias. Para isso, o governo solicitará ao Congresso um crédito extraordinário de R$ 4,9 bilhões ainda para 2018. O dinheiro sairá do cancelamento de outras despesas, que não foram especificadas.

No entanto, apesar do comunicado do governo, as manifestações continuam pelas rodovias do país e atos de caminhoneiros entram no 5º dia. Nesta sexta-feira (25), o governo federal autorizou o uso das Forças Armadas para liberar os bloqueios nas estradas caso não haja um refluxo no movimento. A manhã desta sexta teve início com manifestações em 24 estados e no Distrito Federal, com mais de 500 focos de paralisações e bloqueios parciais em estradas, apesar de acordo feito com algumas entidades na noite de quinta para parar os protestos.

CONJUNTURA DOS AUMENTOS
Após 12 aumentos seguidos, a Petrobras anunciou redução de 2,08% no preço da gasolina nas refinarias, no entanto, o desconto não chegou às bombas dos postos e ao consumidor. O mais provável é que, segundo promessa de postos e distribuidoras, a redução do preço deverá ocorrer apenas na próxima semana.

Na última quinta, a Petrobras anunciou novo reajuste no preço da gasolina nas refinarias – a terceira redução em 3 dias. O preço do litro da gasolina cairá 0,72% a partir desta sexta, passando de R$ 2,0306 para R$ 2,0160.

Já o preço do diesel ficará congelado durante 15 dias em R$ 2,1016, conforme anunciou a estatal. A Petrobras decidiu na última quarta-feira (23) reduzir 10% o preço do diesel nas refinarias em meio aos protestos dos caminhoneiros pelo país.

O preço médio do litro de gasolina para os consumidores ficou, então, em R$ 4,284, ante R$ 4,257 na semana anterior. Com o novo aumento, a gasolina acumula alta de 4,51% desde o início do ano.

Desde julho do ano passado, a alta é de mais de 22%. O valor do diesel também terminou a semana em alta. Segundo a ANP, o valor médio por litro passou para R$ 3,595, acumulando avanço de 8% no ano e de 21,5% desde julho do ano passado.

JUSSIAPE E REGIÃO
Em Jussiape, o preço da gasolina chegou a atingir R$ 6. No entanto, no início da manhã de quinta, de acordo com uma consumidora, ela pagou pelo litro da gasolina R$ 5,10.

Nesta semana, manifestantes tomaram a BA-148, no trecho entre Livramento e Dom Basílio, em protestos contra o aumento no preço dos combustíveis. Por conta dessas manifestações e dos bloqueios nas estradas, muitas viagens intermunicipais foram cancelas e remarcadas para a próxima.

Sem prazo determinado para os protestos pelo país chegarem ao fim, a Associação Brasileira dos Caminhoneiros afirmou que só vai parar quando for publicada a isenção de impostos sobre o diesel no Diário Oficial da União.

A paralisação entrou no quarto dia com aumento de bloqueios pelo país.


CANCELAMENTO DE JOGO EM JUSSIAPE
Em virtude da greve dos caminhoneiros e das manifestações que tomam as rodovias do país, a Prefeitura Municipal de Jussiape comunicou o cancelamento do jogo festivo de encerramento do Campeonato Jussiapense de Futebol, que seria realizado no próximo sábado (26). A partida seria disputada entre uma seleção formada de jogadores dos times jussiapenses do Municipal e o time do Poções.

A Prefeitura, que é a responsável pela organização e realização do Campeonato, explica ainda que uma das exigências do Poções era de que a organização do evento esportivo contribuísse com 100 litros de óleo. No entanto, devido à escassez de combustíveis nos postos do país e a instabilidade do atual cenário, sem previsão do retorno da normalidade das atividades rodoviárias, acabou impossibilitando a contrapartida.

Foto: Will Assunção/Editoria de Arte da Jussi Up Press


AULAS SUSPENSAS
A Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Jussiape comunicou que, em virtude da greve dos caminhoneiros, que afeta o abastecimento dos veículos em geral, as aulas foram suspensas no município.

A Secretaria informou também que as viagens programadas tiveram que ser canceladas devido à escassez de combustíveis nos postos do país. No entanto, as viagens deverão ser reprogramadas quando o fornecimento normalizar.

“Estaremos reprogramando as atividades para nossos alunos não ficarem no prejuízo”, ressalta a Secretaria em nota enviada à imprensa.

Foto: Will Assunção/JUP

SAÚDE ATENDE APENAS EMERGÊNCIAS
A Secretaria de Saúde de Jussiape comunica à população que, em virtude da greve dos caminhoneiros em todo o país, que afeta o abastecimento dos veículos em geral, suspendeu temporariamente as viagens programadas.

“Somente ambulâncias estarão funcionando em casos emergenciais”, afirmou a secretária de Saúde Simone Aguiar. Em nota à imprensa, a Secretaria de Saúde lamentou os transtornos causados à população e informa que os serviços eletivos e TFD (Tratamento Fora do Domicílio) retornarão assim que as atividades rodoviárias normalizarem.

Foto: Will Assunção/JUP