Header Ads

LightBlog

Análise sintática (19): aposto


O aposto é o nome que se dá ao termo que exemplifica ou especifica melhor outro de valor substantivo ou pronominal, já mencionado anteriormente na oração.

Geralmente, a pausa entre um termo e outro vem separado dos demais termos da oração por vírgula, dois pontos, parênteses ou travessão.

Exemplos:
Maria, irmã de Bernadete, vendeu todos seus bordados.
Gosto de tudo o que servem no restaurante: os peixes, as carnes e as sobremesas.
A Semana Santa de Sevilla (maior festa religiosa da Europa) é um dos eventos mais procurados pelos turistas na época das celebrações pascais.
Chico Buarque — um dos maiores compositores brasileiros — lançou outra obra.

TIPOS DE APOSTO
Segundo a intenção do discurso, o aposto pode ser classificado em:

1. Explicativo
Oferece uma explicação sobre o termo anterior:
A geografia, estudo da terra, é uma disciplina fundamental do currículo escolar.
Júlia, dos Recursos Humanos, pediu para você preencher essas fichas.

2. Distributivo
Retoma as explicações sobre os termos, contudo, de maneira separada na oração:

Vitória e Luís foram os vencedores, aquela na corrida e este no atletismo.
Adoro João e Maria, um exemplo de calma e a outra, de agitação.

3. Enumerativo
Enumera as explicações sobre o termo, sendo separado por vírgulas:
Na bolsa levava o que precisava: roupas, biquínis e toalhas.
O programa de hoje é: praia, pizza e cinema.

4. Comparativo
Compara o termo da oração:
A garota, que parecia desacordada, foi levada para o hospital.
Do doce, manjar dos deuses, não tinha sobrado nada.

5. Resumidor ou recapitulativo
Resume os termos anteriores do enunciado:
Saúde, educação e acesso à cultura, tudo isso são prioridades para a melhoria de um país.
Paz e sossego, esses são os meus desejos para as férias.

6. Especificativo
Especifica um termo da oração:
A aluna Joana continua se nos surpreender.
A avenida Paulista é lindíssima.

7. Aposto de oração
Consiste numa oração que depende da outra em termos sintáticos:

Os bolos ficaram lindos e saborosos, fruto da sua técnica e dedicação.
As coisas correram mal, desfecho inevitável.

Aposto e Vocativo
Muito comum haver confusão entre o aposto e o vocativo. Porém, enquanto o aposto explica um termo anterior dito no enunciado, o vocativo, é um chamamento, uma invocação ou pode caracterizar uma pessoa que chama pela outra no enunciado.

Além disso, o vocativo corresponde a um termo que não possui relação sintática com outro termo da oração de forma que não faz parte nem do sujeito e nem do predicado. Enquanto isso, o aposto mantém relação sintática com outros termos da oração.

Exemplos:

Moisés, venha jantar! (Vocativo)
Moisés, o profeta religioso, é considerado o grande libertador dos judeus. (Aposto)