Header Ads

LightBlog

ANÁLISE MORFOLÓGICA (36): advérbio


Os advérbios são palavras que modificam um verbo, um adjetivo ou outro advérbio. São flexionados em grau (comparativo e superlativo) e divididos em: advérbios de modo, intensidade, lugar, tempo, negação, afirmação, dúvida.

Classificação dos Advérbios
De acordo com a circunstância que os advérbios exprimem nas frases, eles podem ser:

Advérbio de Modo
Bem, mal, assim, adrede, melhor, pior, depressa, devagar, acinte, debalde e grande parte das palavras que terminam em "-mente": cuidadosamente, calmamente, tristemente, dentre outros.

Advérbio de Intensidade
Muito, demais, pouco, tão, quão, demasiado, bastante, imenso, demais, mais, menos, quanto, quase, tanto, assaz, tudo, nada, todo.

Advérbio de Lugar
Aí, aqui, acolá, cá, lá, ali, adiante, abaixo, embaixo, acima, adentro, dentro, afora, fora, defronte, atrás, detrás, atrás, além, aquém, antes, algures, nenhures, alhures, aonde, longe, perto.

Advérbio de Tempo
Hoje, já, afinal, logo, agora, amanhã, amiúde, antes, ontem, tarde, breve, cedo, depois, enfim, entrementes, ainda, jamais, nunca, sempre, doravante, outrora, primeiramente, imediatamente, antigamente, provisoriamente, sucessivamente, constantemente.

Advérbio de Negação
Não, nem, tampouco, nunca, jamais.

Advérbio de Afirmação
Sim, deveras, indubitavelmente, decididamente, certamente, realmente, decerto, certo, efetivamente.

Advérbio de Dúvida
Possivelmente, provavelmente, acaso, porventura, quiçá, será, talvez, casualmente.

Flexão dos Advérbios
Os advérbios são considerados palavras invariáveis, pois não sofrem flexão de número (singular e plural) e gênero (masculino, feminino); porém, são flexionadas nos graus comparativo e superlativo.

Grau Comparativo
No grau comparativo, o advérbio pode caracterizar relações de igualdade, inferioridade ou superioridade.

Igualdade: formado por "tão + advérbio + quanto" (como), por exemplo: Joaquim é tão baixo quanto Pedro.

Inferioridade: formado por "menos + advérbio + que" (do que), por exemplo: Joana é menos alta que Sílvia.

Superioridade:
Analítico: formado por "mais + advérbio + que" (do que), por exemplo: Ana é mais alta que Carolina.

Sintético: formado por "melhor ou pior que" (do que), por exemplo: Paula tirou nota melhor que Júlia na prova.

Grau Superlativo
No Grau Superlativo, o advérbio pode ser:

Analítico: quando acompanhado de outro advérbio, por exemplo: Isabel fala muito baixo.

Sintético: quando é formado por sufixos, por exemplo: Isabel fala baixíssimo.

IMPORTANTE
Há também os advérbios que exprimem exclusão (só, somente, salvo, exclusivamente, apenas), inclusão (também, inclusivamente, ainda, mesmo, até) e ordem (ultimamente, depois, primeiramente).

Os advérbios interrogativos são utilizados nas interrogações diretas e indiretas relacionados com as circunstâncias de modo, tempo, lugar e causa. São eles: quando, como, onde, aonde, donde e por que. As locuções adverbiais são duas ou mais palavras que exercem a função de advérbio, por exemplo, às pressas, passo a passo, de longe, hoje em dia, de vez em quando, dentre outras.