Header Ads

LightBlog

Oposição ao governo Eder, José Roberto segue questionando administração do emedebista

O vereador José Roberto (MDB) Foto: Will Assunção/JUP

Oposição ao governo do prefeito-médico Eder Jakes (MDB), o vereador José Roberto (MDB) segue questionando a administração do emedebista, que pertence à mesma sigla do parlamentar.

Na última sessão da sexta-feira (9), José Roberto contestou os gastos da gestão Eder com combustível. O valor apresentado pelo vereador foi de R$ 574.723,19, segundo dados de 2017.

O opositor ao governo deixou claro que não questionou, em essência, o valor, no entanto, afirma que o recurso que foi supostamente investido se torna muito alto pelo pouco que foi feito em serviços públicos.

O vereador Juscelino de Carvalho (PRP) interviu no discurso do vereador José Roberto e mencionou a sua experiência de sete anos em uma empresa no estado do Espírito Santo para explicar que, em sua opinião, o que foi gasto de combustível pelo município foi pouco. “Eu achei pouco pelo muito de trabalho com as máquinas consertando as estradas”, pontuou.

Já o vereador Raul de Cássio (PDT) foi enfático ao opinar contrário ao discurso de José Roberto após fazer uma média anual dos gastos do município com combustível no ano de 2017 e encontrar o valor de R$ 47 mil. “Eu sinceramente achei pouco”, completou o pedetista.

José Roberto replicou ao esclarecer que “se gastou muito para pouco serviço”.

O vereador emedebista também questionou a logística da merenda escolar, que segundo José Roberto, é transportada em carriola – o que não garante as exigências higiênicas necessárias para condicionar os alimentos distribuídos entre os estudantes do município. “O correto é que a merenda seja feita na escola”, pontuou.

José Roberto ainda levanta outras questões que dizem respeito à qualidade da merenda servida aos alunos da rede pública do ensino municipal, ao afirmar que o prefeito apesar de reclamar do valor irrisório repassado à Prefeitura, não apoia com uma contrapartida que garanta uma alimentação saudável.

A vereadora Joacira Marques (PRP), no entanto, rebateu a fala do vereador ao dizer que a merenda escolar não peca em qualidade. No entanto, ressaltou que havia recomendado ao prefeito que frutas deveriam ser incrementadas no cardápio dos estudantes.

O parlamentar reclamou também da falta de assistência em algumas comunidades rurais do município que sofrem com a falta de água potável.

Com a presença de diversos profissionais da saúde na galeria da Câmara, o vereador pautou sobre a defasagem do salário que a categoria sem sofrendo, já que, segundo o emedebista, há seis anos esses mesmos profissionais não tiveram aumento salarial.

O vereador Edilando Brandão (MDB) reforçou durante discurso a importância do plano de carreira para a categoria.

José Roberto aproveitou para elogiar a iniciativa dos vereadores da base do governo de se reunirem para analisar juntos os projetos enviados à Câmara pelo prefeito.