Header Ads

LightBlog

ANÁLISE MORFOLÓGICA (30): Vogal temática


A vogal temática é a vogal que se une ao radical da palavra. A função desse morfema formador de palavras é ligar o radical às desinências, formando assim, o tema.

Lembre-se que o radical é um elemento mórfico que contém o significado básico das palavras.

Exemplo:
Ferr– radical de ferro, ferragem, ferrugem, etc.

As desinências são morfemas que indicam as flexões das palavras (número, gênero, pessoa, modo e tempo verbal). São acrescidas no final dos termos e podem ser nominais ou verbais.

Exemplo:
Amigo – amiga (desinências nominais de gênero)

Por fim, o tema é a união do radical com a vogal temática, por exemplo: estuda, onde estud – é o radical e o – a é a vogal temática.

Classificação
A vogal temática pode ser verbal ou nominal.

Verbal: de acordo com as conjugações verbais, temos três tipos de vogais temáticas.

1ª conjugação é o a, por exemplo: andar, amar, falar.
2ª conjugação é o e, por exemplo: vender, comer, ter.
3ª conjugação é o i, por exemplo, sair, partir, dormir.

Há exceções que são chamadas de formas atemáticas. Nos verbos essas formas ocorrem no presente do subjuntivo, por exemplo:

1ª conjugação: cante – cant/e
2ª conjugação: venda – vend/a
3ª conjugação: parta – part/a

Nominal: presente nos nomes substantivos, elas são classificadas em três tipos:

A vogal a: substantivos terminados em a, por exemplo, casa, escola e sala.

A vogal o: substantivos terminados em o, por exemplo, prato, copo e livro.

A vogal e: substantivos terminados em e, por exemplo, controle, sorte e pote.

As palavras terminadas em vogais tônicas não apresentam vogal temática, por exemplo: café, sofá, picolé, cajá, etc. Elas representam as formas atemáticas. Assim, as vogais temáticas nominais estão presentes somente nos nomes átonos.

Vogal de Ligação
As vogais e as consoantes de ligação são fonemas que aparecem no interior das palavras permitindo a ligação entre o radical e as desinências. As vogais e consoantes de ligação são consideradas como elementos eufônicos, ou seja, estão relacionados com os aspectos fonológicos (sons), contribuindo para a pronúncia de algumas palavras.

É importante ressaltar que as vogais e as consoantes de ligação não causam alteração de sentidos nas palavras.

Observe os exemplos:

Brasiliense
Brasil – radical
i – vogal de ligação
ense – sufixo

Inseticida
Inset – radical
i – vogal de ligação
cida – sufixo

Cafeteira
Cafe – radical
t – consoante de ligação
eira – sufixo

Escolaridade
Escola – radical
r – consoante de ligação
idade – sufixo

Chaleira
Cha – radical
l – consoante de ligação
eira – sufixo