Header Ads

LightBlog

Vírgula antes da conjunção coordenativa 'ou'


Sabemos que a vírgula colocada antes de “ou” não é um erro, mas também não é obrigatória. Pois deve existir o entendimento subjetivo de que existe uma pausa antes de “ou”. Sempre devemos empregar a vírgula para separar orações coordenativas alternativas (ou, quer etc), quando proferidas com pausa.

Vamos aos exemplos:
Ele deverá buscar o seu skate, ou será expulso do grupo.

No entanto se denotar equivalência, não se separa por vírgula:
Vamos ao exemplo:
Solteiro ou solitário se prende ao mesmo termo latino.

É bom saber que no intuito de facilitar a leitura da frase, que junta várias orações coordenadas, é bom utilizar uma vírgula antes de “e”. Separam-se geralmente por vírgula as orações coordenadas unidas pela conjunção “e”, quando têm sujeitos diferentes:

Vamos ao exemplo:
A mulher morreu, e cada um dos filhos procurou o seu destino.

Alguns autores, a exemplo de Cunha e Cintra, se referem a este emprego da vírgula como uma tendência geral, e não como uma regra, dando uma margem de liberdade para dispensar a vírgula antes das conjunções coordenativas “e” e “ou”.