Header Ads

LightBlog

Tinha trago ou tinha trazido?

É chegada a hora de pensar nas maneiras de utilizar o particípio. Pois alguns verbos apresentam duas formas nominais de um verbo, sabia?

Vamos aos exemplos:
Não sabia que o poeta havia morrido.
Não sabia que o poeta estava morto.
O gerente já tinha aceitado a promissória.
A promissória foi aceita pelo banco.

Com os verbos ter e haver, devemos usar um tipo de particípio (terminado por – ado ou – ido), que é a forma regular. Com os verbos ser e estar, outro tipo, chamado irregular.

Com o verbo trazer só tem um particípio: a forma regular trazido. É inaceitável, portanto, o uso da forma trago como particípio.

Vamos ao exemplo:
Perguntou à aluna se ela tinha trago o trabalho.
Use sempre tinha trazido, havia trazido, foi trazido.

No entanto, existe a forma verbal trago, que é a da primeira pessoal do presente do indicativo: eu trago.

Vamos aos exemplos:
Eu trago esta flor para você.
Trago notícias sobre seu namorado.