Header Ads

LightBlog

Grátis ou gratuito?


Temos que entender que grátis é advérbio e, por isso, deve modificar basicamente verbos. Grátis corresponde a gratuitamente, de graça.

Portanto basta pensar que, se for possível usar de graça ou gratuitamente, será possível usar grátis: estacione gratuitamente; estacione de graça; estacione grátis. E quem explica este post é Pasquale Neto.

Concluímos então que o banner nesta publicação não está de acordo com a norma culta da Língua Portuguesa. Ou seja, em vez de 1 milhão de livros grátis, deveria estar escrito 1 milhão de livros gratuitos.

Não é difícil perceber que gratuito é adjetivo e deve modificar substantivos.

Vamos aos exemplos:
Estacionamento gratuito.
A entrada é gratuita.

Em língua, existe um fenômeno chamado contaminação por transferência. O que é isso? Quase sempre por semelhança, as pessoas são levadas a empregar indevidamente determinadas expressões. É esse o caso de grátis e gratuito, semelhantes na forma e no significado, mas diferentes no papel gramatical.

Vamos repetir: para modificar verbos, use grátis (viaje grátis; faça grátis a regulagem dos faróis; tome grátis um café; receba grátis um folheto ilustrativo). Em todos esses casos é possível trocar grátis por gratuitamente, de graça.

Para modificar substantivos, use gratuito, gratuita: passagem gratuita; serviço gratuito; viagem gratuita.

Se você procurar grátis no Aurélio, tome cuidado. Por um cochilo de revisão, o dicionário registra grátis como adjetivo, mas dá o significado correto: de graça.

Algumas empresas exageram e anunciam: Ganhe grátis um relógio. Ganhar grátis ou gratuitamente é mais do que redundante.

Outro erro muito comum diz respeito à pronúncia da palavra gratuito. A tonicidade deve cair na letra u, e não na letra i. Leia gratúito, e não gratuíto. É claro que coloquei o acento só para você perceber onde está a vogal tônica.