Header Ads

LightBlog

Edilando Brandão faz balanço de 2017 e se posiciona como oposição indomável ao governo Eder

O vereador Edilando Brandão (PMDB) Foto: Will Assunção/JUP

O vereador Edilando Brandão (PMDB), uma das vozes ressoantes da Câmara de Vereadores de Jussiape, iniciou o último discurso do ano, na sexta-feira (15), cumprimentando cada vereador presente na sessão. Brandão aposta na esperança ao afirmar que 2018 será um ano diferente do que está finalizando.

No entanto uma controvérsia atingiu a fala do peemedebista ao afirmar que foi abordado por populares que questionaram sobre a limpeza das ruas da cidade. Segundo o vereador, um morador disse que na Avenida São José não passar garis há doze dias. E completa ao dizer que, na rua onde mora, faz oito dias sem o serviço de limpeza. O vereador ainda aproveita para questionar o número de garis – que, segundo ele, é de 4 funcionários – para a toda a cidade.

Edilando ainda comparou o atual gestor do município, o médico Eder Jakes, com o adversário do peemedebista nas eleições de 2016 pela disputa pela Prefeitura, Carlos Roberto Paiva Luz. E disse ter se equivocado por causa do irmão do oponente de Eder, o ex-prefeito de Jussiape por dois mantados, o também médico Elpídio Paiva Luz.

O vereador reconhece que mesmo apesar de ser prefeito, Eder “está lá na medicina, presente”, o que disse ser uma qualidade de Jakes. No entanto questiona a ausência do gestor no encerramento das atividades do Legislativo.

Brandão falou sobre as suas indicações feitas no primeiro ano da legislatura e da necessidade de um ponto de apoio para pacientes que se deslocam para Vitória da Conquista.

Na ocasião, Edilando questionou a licitação dotada em R$ 30 mil para a ornamentação das três praças – Rodrigo Alves Teixeira, Cleriston Andrade e Nove de Julho – e chama a atenção para o vencedor da disputa por não ser um munícipe. “Eu não aceito nenhum jussiapense dizer que [o presidente] Temer está vendendo o país, porque Eder está vendendo Jussiape e ninguém fala nada”, pontuou.

Em um discurso conjunto com Brandão, José Roberto (PMDB) afirmou que as instalações dos ornamentos de Natal foram feitas por funcionários da Prefeitura, o que disse ser um “descaso”. O peemedebista disse ainda que “a gente sabe que foi a própria Prefeitura que arcou com os enfeites, com os funcionários que fizeram e a empresa [entrou] para lavar o dinheiro”.