Header Ads

LightBlog

Chamada de ‘Judas’, vereadora explica voto contrário às contas do governo Bel

A vereadora Joacira Marques Foto: Will Assunção/JUP

A vereadora Joacira Marques (PRP) fez um desabafo, na sessão extraordinária da última terça-feira (5), sobre o voto contrário às contas de 2015 do governo do ex-prefeito Gilberto Freitas. Na sessão da última sexta-feira (1º), por 6 votos a 3, as contas do governo de Bel foram rejeitadas pela Câmara de Vereadores de Jussiape.

A parlamentar pediu permissão para fazer um discurso, mesmo contrariando o protocolo do dia, que prevê que parlamentares não podem se utilizar da ocasião para debater temas os quais não foram previstos pela convocação, no entanto, iniciou sua fala com o termo “amigo”, palavra que, segundo ela, é muito utilizada na Casa. “Amigo é aquele que não engana”, disse, destacando como uma das frases ditas pela vereadora.

Ao ser chamada de “Judas”, Joacira Marques pontuou que “Judas ‘é quando’ se abraça um colega e diz: 'vou votar'”. A parlamentar, que compõe a tríplice do PRP na Câmara, ainda ressaltou que foi julgada por alguns colegas, ao deixar claro que enquanto “aceitam o meu voto aqui”, fora do plenário “sou julgada”, completou.

A vereadora afirmou que nem o prefeito Eder Jakes, nem o ex-prefeito Gilberto Freitas, pediu o seu voto para o julgamento das contas de 2015. “Jamais vou aceitar”, inteirou.

Ela segue explicando que, tendo em vista o parecer do Tribunal de Contas do Município (TCM), ela opinou pela rejeição das contas do ex-prefeito. “Meu voto foi dado de maneira extremamente técnica”, disse. E reitera que os profissionais da educação deixaram de ganhar pelo menos R$ 165 mil, valor que poderia ser rateado entre todos os servidores que trabalham com educação no município.