Header Ads

LightBlog

Fantasma de Bel assombra planos de Éder Jakes para 2020

O ex-prefeito Gilberto Freitas Foto: Will Assunção/JUP

Caso as contas do ex-prefeito Bel venham a ser aprovadas, ele não terá, até então, nenhum impedimento legal para se candidatar ao pleito pela Prefeitura em 2020. Para derrubar o parecer emitido pelo Tribunal de Contas do Município (TCM), que apontou pela reprovação das contas, Bel precisa de 2/3 dos vereadores, o que significa que o ex-gestor precisa do voto de pelo menos 6 parlamentares. Caso a Câmara opte pela reprovação das contas de 2015, o ex-prefeito Bel pode se tornar inelegível por oito anos.

O julgamento das contas deverá ocorrer antes do dia 5 de dezembro – início do recesso da Câmara de Vereadores de Jussiape. Em meio às expectativas para a votação, as constantes aparições públicas do ex-prefeito e a sua reaproximação com políticos e eleitores, em Jussiape, sugerem uma suposta candidatura para 2020. Nos bastidores, a informação de que Bel estaria recorrendo a aliados da política, entre eles vereadores e ex-gestores municipais, perde contornos de rumores e se fortalece após fontes confirmarem que é possível que um novo grupo esteja surgindo para as próximas eleições municipais.