Header Ads

LightBlog

O que sabemos sobre o altar da Igreja Matriz Nossa Senhora da Saúde de Jussiape?

Altar-mor da Igreja Nossa Senhora da Saúde de Jussiape Foto: Will Assunção/JUP

Em 1866, o altar-mor da Igreja Matriz Nossa Senhora da Saúde de Jussiape teria sido conduzido por tropas, segundo registros históricos. O altar que, de acordo com pesquisas recentes, teria vindo diretamente de Portugal, é possivelmente um dos únicos no país que se destaca por apresentar estilo neoclássico com forte influência do barroco rococó.

É bem possível que o altar-mor esteja incompleto, se comparamos a sua estrutura integralizada, pois, segundo consta a tradição oral, a parte adjacente do altar não coube na capela. No entanto seu destino é incerto e alimenta várias teorias.

Nossa Senhora da Saúde Foto: Will Assunção/JUP

Segundo tradição oral, o arquétipo do altar veio de Portugal através de embarcações, atravessando o oceano Atlântico, até Salvador, capital da Bahia. Logo depois foi transportado em lombos de animais até Bandeira de Mello, povoação do município de Itaeté, no início do século 20, e, de lá seguiu, conduzido por tropas, até a Fazenda do Gado, hoje Jussiape.

A imagem de Nossa Senhora da Saúde, Padroeira de Jussiape, também teria sido trazida à cidade por escravos, ainda na segunda metade do século 19.