Header Ads

LightBlog

Vereador não recua e diz que prefeito quer dar golpe nos agentes comunitários de Jussiape

O vereador peemedebista Edilando Brandão Foto: Will Assunção/JUP

O vereador Edilando Brandão (PMDB) não tem recuado com as críticas ao prefeito Éder Jakes (PMDB) durante as sessões plenárias da Câmara de Vereadores de Jussiape. Na última sexta-feira (25), o vereador chamou a atenção para o aumento dos salários dos agentes comunitários que é previsto em lei, mas não é cumprido pelo Executivo.

“É legal e até o momento o prefeito não o fez”, disse o vereador. “Pelo contrário, ele está querendo dar um golpe nos funcionários, levar para a Justiça para não pagar”, completou.

Ao pontuar por vereadores da base do governo que o projeto é legal e, portanto, não teria implicações contrárias à aprovação mesmo com a necessidade de alguns parlamentares em entender pontos que não teriam ficado claros, Edilando Brandão questionou as intenções do prefeito, já que o plano de carreira dos agentes comunitários também é legal, mas não tem sido cumprido pelo Executivo.

Brandão ainda questiona a ausência de um representante do Executivo para esclarecer pontos cruciais do projeto. “O que foi pedido pelo colega José Roberto não foi nada demais, não. Eu sou a favor, eu só quero uma explicação”, disse.

Ainda sobre o aumento salarial previsto no plano de carreira aprovado no governo de Gilberto Freitas, Edilando Brandão alertou os agentes comunitários sobre a negativa vinda do gabinete de Éder Jakes. “Não se iluda [...] o senhor prefeito disse que em novembro ele vai pagar o aumento. Era em fevereiro, depois em março, junho, agora, outubro, aí entra em recesso e não vai pagar”, pontuou.

O vereador ainda menciona um episódio polêmico em que o prefeito teria afirmado, segundo o peemedebista, que não se preocupa com uma possível paralisação da classe dos agentes comunitários, já que ele tem plano de saúde. “É como ele [o prefeito] disse um dia na Casa de Saúde. A pessoa respondeu para ele: ‘doutor, nós pisamos em casa em casa, nós podemos mandar fechar uma casa dessas de Saúde’”. No entanto o prefeito teria respondido, segundo Edilando, “‘vire-se, eu tenho plano de saúde’”.

Já no final da sua fala, Brandão afirmou que “vereador é fiscalizador do prefeito”. O vereador José Roberto (PMDB) reforçou a fala de Edilando ao afirmar que o prefeito não está cumprindo a Lei que foi aprovada pela Câmara. “A Lei que nós aprovamos aqui não serviu de nada”, concluiu.