Header Ads

LightBlog

Em resposta a vereador, presidente da Câmara distribui cópias de um formulário de recadastramento

O vereador peemedebista José Roberto Foto: Will Assunção/JUP

Já no final da última sessão da Câmara de Vereadores de Jussiape, na sexta-feira (25), o presidente do Legislativo Jadiel Carvalho (PMDB), a pedido do prefeito de Jussiape Éder Jakes (PMDB), distribuiu aos parlamentares cópias de um formulário de recadastramento preenchido pelo vereador José Roberto (PMDB).

De acordo com o presidente da Casa, o documento foi distribuído a pedido do gabinete do prefeito Éder Jakes, em resposta ao questionamento feito pelo vereador José Roberto, após uma quantia no valor de R$ 1.057,44 ser depositada em uma conta salário que, segundo o líder da oposição, foi criada pela própria Prefeitura sem a sua permissão.

Ainda de acordo com o presidente da Câmara, o número da conta foi fornecido à Prefeitura pelo vereador José Roberto no dia 18 de janeiro deste ano para realizar o recadastramento. “Essa conta, a sua, foi você mesmo quem levou”, disse o presidente da Câmara ao vereador José Roberto.

O peemedebista José Roberto afirmou que a conta em que foi depositada a quantia equivalente ao salário de professor concursado, o qual não exerce o cargo, se trata da conta-salário, aberta no dia 3 de abril de 2017, e não da conta corrente, a qual utiliza.

A intenção do presidente da Câmara, mesmo que justificada como sendo uma resposta vinda do Executivo, coloca à prova se a Prefeitura cometeu um erro ao depositar uma quantia em uma conta que o vereador da oposição não tinha acesso e, agora, se esquiva da responsabilidade, após o fato ter ganhado repercussão.

A última sessão evidenciou os atritos oriundos do rompimento do vereador José Roberto com o prefeito Éder. É possível que a atitude delegada ao presidente da Casa em distribuir apenas aos parlamentares papéis com o número da conta corrente do vereador tenha a intenção velada de constrangê-lo. Há ainda a possibilidade de o ato poder ter sido interpretado como ferimento ao decoro parlamentar.