Header Ads

LightBlog

Edilando Brandão sobe o tom de críticas ao prefeito Éder Jakes em uma Câmara apática

O peemedebista Edilando Brandão Foto: Will Assunção/JUP

A postura adotada pelo vereador Edilando Brandão (PMDB), na última sexta-feira (4), quando a Câmara voltou do recesso, implicou no fortalecimento da oposição ao governo Éder. No primeiro dia do retorno às atividades, o também peemedebista José Roberto anunciou o seu rompimento com o prefeito, que compõe a mesma sigla partidária dos vereadores.

Em uma Câmara marcada pela apatia, o parlamentar deu força à oposição, liderada por José Roberto, com um discurso pontuado nas falhas da administração do prefeito Éder.

Em uma das suas falas, dentro do discurso que durou aproximadamente 30 minutos, na última sessão plenária na Câmara de Vereadores, o vereador Edilando Brandão pediu apoio aos parlamentares para cobrar do prefeito ações pontuais para o município. “Quero pedir apoio aos meus colegas para [...] cobrar do prefeito...”.

Edilando endossa o tom ao dizer que: “o que mais me deixa irritado é: o prefeito dizer [...]: os secretários não fazem nada, os de Jussiape não fazem nada, porque ele não deu e não dá autonomia”. Firme, o vereador afirma que “o secretário de Jussiape é programado para mentir e proteger o prefeito”. E lamenta ao dizer que “hoje, o meu município está na lama”.

Sobre a campanha que elegeu Éder Jakes prefeito de Jussiape, o peemedebista afirma que sempre pediu uma saúde de qualidade para o município. “Eu subi no palanque pedindo uma saúde melhor, eu não subi no palanque pedindo casadinha para “A” ou “B” [sic]’”. E pontuou que “quando o seu prefeito, que, inclusive, é o meu também, infelizmente..., ele subiu [...] e disse ‘vote em casadinha’, vote em não sei quem, não vote na oposição, não’”. O vereador questionou: “não apresenta projetos”.

A criação de uma casa para estudantes foi pauta do discurso do vereador que questionou sobre a ausência de projetos para estudantes que pretendem dar continuidade aos estudos. Edilando tece uma crítica mordaz ao establishment quando diz que “é melhor você ficar burro, ironicamente dizendo; deixa ficar burro”. Logo em seguida, o vereador indaga “como um prefeito vai dar apoio, sendo que ele não apoia nem o comércio de Jussiape?”.

Edilando questiona, inclusive, a decisão de Éder Jakes em ser prefeito de Jussiape. “Infelizmente, ele não pôde fazer duas coisas ao mesmo tempo. Ou, você é médico, ou se é prefeito”. E completa ao dizer que “eu tenho que ficar adivinhando o dia que ele está aqui no município?”.

Ouço a íntegra do discurso do vereador Edilando Brandão