Header Ads

LightBlog

Com contrato prestes a vencer, Jussiape deverá decidir se Embasa continuará no município

Funcionária da Embasa participa de sessão na Câmara Foto: Will Assunção/JUP

O contrato de Jussiape com a Embasa (Empresa Baiana de Águas e Saneamento) vencerá em 2019, informou Maria de Lourdes, funcionária da empresa que presta serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário ao município.

Muito em breve, o município deverá decidir se a empresa permanecerá prestando o serviço à população ou se opta por outro modelo de gestão da água na cidade. Se o prefeito optar em continuar com a Embasa, o contrato deverá ser revisto e, em seguida, enviado à Câmara para aprovação.

Nas últimas sessões da Câmara de Vereadores de Jussiape, o vereador José Roberto (PMDB) questionou a atuação da empresa no município. Para o peemedebista, mesmo com um contrato vantajoso para a empresa, a Embasa não patrocina nenhum projeto na cidade.

Na ocasião, o líder da oposição ainda pontuou que serviços autônomos de abastecimento de água e esgotamento sanitário pode ser uma alternativa a ser adotada pelo município em detrimento da não renovação do contrato com a Embasa.

Na última sessão plenária da Câmara de Vereadores, na sexta-feira (11), o vereador José Roberto cobrou do presidente da Câmara Jadiel Carvalho (PMDB) para que seja definida com o prefeito Éder Jakes (PMDB) uma data para a realização de uma audiência pública com a participação de representantes da Embasa sobre o sistema de saneamento básico na cidade.