Header Ads

LightBlog

Arrasada, família de Hermílio Neto esclarece que jovem sofre de transtornos mentais

Eni da Silva Santos, irmã do Hermílio Neto da Silva Santos, acusado de ameaçar o prefeito de Jussiape, na última segunda-feira (1º), esclarece que o jovem possui transtornou mentais. “Ele faz tratamento psiquiátrico há 17 anos no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), e usa medicamentos diários, rigorosamente controlados, o que possibilita conviver com amigos e familiares”, disse a irmã de Neto à Jussi Up Press.

Após a repercussão do caso, Hermílio Neto passou a ser tratado como assassino, alega a irmã. “Estamos arrasados psicologicamente”, disse Eni Santos sobre o incidente que deixou sua família abalada. “Hermílio é portador de esquizofrenia e transtorno mental grave, diagnosticado desde sua adolescência e por essa razão é interditado judicialmente, pois, é incapaz e não tem condições de gerir a própria vida”, diz a nota enviada pela família.

Relatório do CAPS
Relatório médico comprova condição de Hermínio Neto como portador de distúrbios mentais Foto: Will Assunção/Jussi Up Press  

À Jussi Up Press, Eni enfatiza que o ocorreu foi um ato isolado, e, portanto, não possui nenhuma relação com quaisquer outros fatos sucedidos na cidade. Em nome da família, Eni pede que as pessoas tenham compreensão com a situação do seu irmão de portador de esquizofrenia e diz temer pela integridade de Hermílio.

CASO
Na última segunda-feira (1º), Hermílio Neto da Silva Santos, 32, portador de distúrbios mentais, foi detido pela polícia, por volta das 15h40, após percorrer 15 km em busca do prefeito de Jussiape Éder Jakes. O jovem residente da Cana Brava, povoado de Jussiape, tentou encontrar o prefeito portando uma faca, tipo peixeira, mas logo foi interceptado por policiais militares, na Praça Rodrigo Alves Teixeira, centro da cidade.

No momento da ação, o prefeito não estava na cidade. Após minutos de conversa com policiais militares, auxiliados pelo pai, o jovem foi convencido a entregar a faca. Logo em seguida, ele foi levado à Casa de Saúde Ana Medrado Luz, onde foi medicado.

Hermílio Neto foi liberado pela polícia logo após o incidente.