Header Ads

LightBlog

Déficit deixado pela gestão Gilberto Freitas gera entrave a projeto que leva internet gratuita à cidade, diz prefeito

Mesmo tido em sua lista de propostas de campanha o projeto para a criação de uma residência para estudantes, o resgate das manifestações culturais, e a solução para a crise da Saúde no município, é a promessa de levar internet sem fio gratuita para a cidade que deixou parte do eleitorado de Éder Jakes empolgada.

Enquanto houve outra parcela que questionou se essa deve ser uma prioridade para o município. No último comício de Éder Jakes (PMDB) em 2016, ele prometeu democratizar o acesso à internet em Jussiape. À Jussi Up Press, o prefeito disse que “hoje, a informação, talvez, seja a arma mais importante que a pessoa tem na mão. E essa informação diz respeito também à educação e à saúde, de uma maneira de você interagir. O celular hoje é o mecanismo de aproximação das pessoas. Não é só mais um meio de efetuar e receber chamadas. Então, nós queremos essa democratização”.

PROJETO
A ideia de Éder Jakes é reabrir o Cidadão Digital, que, segundo o gestor, estava fechado e que vai funcionar junto à Secretaria de Ação Social, onde será disponibilizado um professor de informática. O espaço será destinado a pessoas de todas as idades, informou o prefeito. Jakes disse ainda que pretende instalar inicialmente pela cidade dois pontos de internet, gratuita, conexão de banda larga sem fio.

Segundo ele, o serviço deve abranger as duas principais praças, a Nove de Julho e a Rodrigo Alves Teixeira, ambas no centro. Assim como o distrito, Caraguataí, as comunidades rurais serão beneficiadas com o projeto que virou hit de campanha. Os povoados do São José, Espinho, Pitombeira e Paiol receberão antenas que possibilitarão aos moradores o acesso à rede.

FALTA DINHEIRO
O peemedebista explica que o projeto ainda não teve início devido à falta de dinheiro nos cofres públicos. Éder disse que tem o compromisso de pagar R$ 297.667 reais de décimo terceiro e salários atrasados de dezembro, deixados pela gestão anterior. Ele informa que o governo passado deixou R$ 94 mil reais, o que significa que, colocando todas as contas na ponta da caneta, soma um déficit de aproximadamente R$ 205 mil reais, deixado pelo ex-prefeito Gilberto Freitas (PSC).