Header Ads

LightBlog

"Temi pela minha vida", diz comerciante que teve loja invadida; prejuízo ultrapassa R$ 15 mil

Prejuízo do comerciante ultrapassa R$ 15 mil Foto: Will Assunção/Jussi Up Press

PREJUÍZO 
Uma loja de ferramentas e máquinas, na Rua Direita, centro de Jussiape, foi invadida e teve diversas mercadorias furtadas na madrugada da última quinta-feira (23). A polícia acredita que a autoria da ação criminosa seja de um grupo, que possuía conhecimento prévio da movimentação do local. 

De acordo com Odair José da Silva Caires, dono da loja, o prejuízo foi estimado em mais de R$ 15 mil, já que até o momento ele não conseguiu calcular toda mercadoria levada. O comerciante explica que os itens furtados foram escolhidos pelos criminosos de acordo com o valor de cada peça.

Prejuízo do comerciante ultrapassa R$ 15 mil Foto: Will Assunção/Jussi Up Press

LOJA
Os criminosos utilizaram um imóvel abandonado, vizinho à loja, para ter acesso ao teto do estabelecimento, por onde retiraram toda a mercadoria furtada. O dono da loja disse que o fundo do estabelecimento possui um muro com mais de três metros e um portão que permanece trancado, o que, ironicamente, poderia ter inibido este tipo de violação.

Prejuízo do comerciante ultrapassa R$ 15 mil Foto: Will Assunção/Jussi Up Press

RISCO
A quadrilha provavelmente utilizou um carro para transportar a carga. O que leva a supor que o grupo possuía informações privilegiadas sobre a rotina do comerciante e conhecia o ambiente. Apesar de Odair Caires não ter presenciado a ação dos criminosos, ele disse ter temido pela própria vida, pois poderia estar no estabelecimento e ser alvo dos bandidos. 

A loja voltou a abrir no mesmo dia que em que foi invadida, informou Odair Caires. Segundo a polícia, não é a primeira vez que esse tipo de ação criminosa acontece na região. O caso foi registrado na delegacia de Jussiape.

PISTAS SOLTAS
Nesta mesma semana, uma caixa vazia, de uma das mercadorias levadas, foi encontrada em uma construção abandonada às margens de uma estrada que dá acesso à comunidade do Espinho. 

O dono do estabelecimento invadido acredita que a caixa foi deixada no local propositalmente para despistar a polícia. Ele ainda disse que se sente agradecido pelas pessoas terem se sensibilizado pelo caso e cita a internet como ferramenta importante para tentar resgatar toda a carga levada. “Eu agradeço às pessoas por terem ficado comovidas, e a internet ajuda muito”, finalizou.

Prejuízo do comerciante ultrapassa R$ 15 mil Foto: Will Assunção/Jussi Up Press