Header Ads

LightBlog

Antes da fuga, policiais trocaram tiros com bandidos em diferentes pontos da cidade

Policiais trocaram tiros com bandidos em diferentes pontos da cidade Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

Cerca de 15 criminosos, em dois carros, explodiram a agência do Banco do Brasil em Jussiape, no extremo sul da Chapada Diamantina, Bahia. Antes da fuga, os bandidos trocaram tiros com a polícia em diferentes pontos da cidade.

Policiais trocaram tiros com bandidos em diferentes pontos da cidade Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

Policiais trocaram tiros com bandidos em diferentes pontos da cidade Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

Policiais trocaram tiros com bandidos em diferentes pontos da cidade Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

Policiais trocaram tiros com bandidos em diferentes pontos da cidade Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

Policiais trocaram tiros com bandidos em diferentes pontos da cidade Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

Entre a Praça Rodrigo Alves Teixeira e a Rua Clemente Silva, no centro da cidade, um policial militar chegou a disparar contra um dos bandidos após perceber disparos de um fuzil; o integrante do bando chegou a perseguir o policial que estava acompanhado de civis. Já em frente à agência bancária, na Praça Cleriston Andrade, bandidos trocaram tiros com outro policial militar.



Enquanto a poucos metros, na Praça Nove de Julho, mais policiais entraram em confronto com os bandidos. Uma viatura, que estava em frente ao Departamento da Polícia Militar (DPM), foi alvejada no pneu. Durante a ação, o grupo manteve um refém que sofreu agressões e foi liberado no perímetro urbano, nas proximidades da ponte que corta o rio das Contas.

Capsula é encontrada após bandidos explodirem agência bancária Foto: Will Assunção/Jussi Up Press

TERROR NAS RUAS
No momento da ação criminosa, um bar no Centro com alguns jovens foi fechado após notarem a movimentação e disparos. Uma adolescente desmaiou e foi socorrida no estabelecimento. 

Bandidos explodem agência bancária Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

Bandidos explodem agência bancária Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

Bandidos explodem agência bancária Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

Bandidos explodem agência bancária Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

Muro que divide agência de casa foi derrubado pela explosões Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

Gari limpa estilhaços de vidro Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

Bandidos explodem agência bancária Foto: Gulliver Ribeiro/Jussi Up Press

De acordo com informações obtidas pela Jussi Up Press, o bando espalhou mandíbulas na BA-148, pela via que dá acesso à cidade, para conter o reforço que estava em três viaturas. Segundo a PM, testemunhas relataram que o bando fugiu em duas caminhonetes e uma moto, no sentido a Abaíra. A polícia realiza buscas pela região.


EXPLOSÕES
Durante, aproximadamente, 25min um bando formado por homens armados investiram contra o prédio da agência do Banco do Brasil durante uma tentativa de assalto ao cofre. 

A ação que aconteceu por volta das 1h30, quando a primeira explosão aconteceu e comprometeu completamente a estrutura do prédio onde funciona a agência. Outras explosões vieram em seguida. A parede que separa o prédio de uma residência na Rua J. J. Seabra, foi destruída no momento da explosão. Os criminosos chegaram a adentrar a residência, segundo populares.

Capsula é encontrada após bandidos explodirem agência bancária Foto: Will Assunção/Jussi Up Press

AÇÃO CRIMOSA
De acordo com repórteres da agência Jussi Up Press que estiveram no local, homens armados e encapuzados ficaram espalhados em diversos pontos da cidade. Nenhum registro de feridos até o momento foi divulgado. O valor roubado não foi informado. Esta é a segunda vez que bandidos explodem a agência na cidade em menos de três anos.

ÚLTIMO ASSALTO
O último assalto à agência bancária aconteceu em julho de 2014, quando homens armados explodiram a sua estrutura por volta das 4h. A agência dos Correios e a Casa Lotérica, que fica próxima à agência do Banco do Brasil, não foram assaltadas, contradizendo rumores.